2013

RPDBCS - Reconhecimento de Padrões de Defeitos em Sistemas de Bombeio Centrífugo Submerso

Projeto em andamento , 18 meses | Petrobras

Coordenador(es) Flávio Miguel Varejão

Equipe Alexandre Rodrigues Loureiros Thomas W. Rauber Fábio Fabris Marcos Daniel Baroni Diego Luchi Francisco de Assis Boldt Lucas Henrique Sousa Mello Alexandre Babilone Fonseca José Diogo Castro Philipe Grippa Bianca Trancoso

O Bombeio Centrífugo Submerso (BCS) é um o método que usa motores de sub-superfície para transformar energia elétrica em energia mecânica e a uma bomba centrífuga que converte a energia mecânica do motor em energia cinética, elevando o fluido até a superfície. Os equipamentos utilizados em exploração de petróleo deste tipo estão sujeitas a condições instáveis de operação, considerando que diversas variáveis estão em constante nível crítico, como temperatura, pressão e vazão. Essas condições de trabalho, quando somadas à necessidade de operação constante, inviabilidade da realização de manutenções corretivas, dificuldade de monitorar a vibração dos equipamentos em operação e o alto custo de substituição, tornam primordial a eficácia do controle de qualidade dos equipamentos que serão instalados em campo.

Atualmente a Petrobras conta com uma equipe de profissionais altamente especializados que coordenam e analisam os testes no equipamentos utilizado no BCS (conjunto BCS) em condições controladas antes da sua aceitação. Estes testes são caros e podem levar vários meses desde o primeiro contato com o equipamento até o início da operação.

Este projeto tem como objetivo suprir a evidente necessidade de uma ferramenta computacional para auxiliar o processo de testes dos conjunto BCS's. O objetivo da ferramenta é auxiliar nos processos de armazenamento, apresentação, visualização e análise e diagnóstico das informações coletadas, diminuindo a possibilidade de falhas humanas. Dessa forma, provendo uma ferramenta computacional para embasar as decisões técnicas feitas pelos especialistas.