2010

Otimização dos Investimentos em Ações para Redução das Perdas Não Técnicas

Projeto finalizado , 24 meses | EDP Escelsa EDP Bandeirante

Coordenador(es) Flávio Miguel Varejão

Equipe Alexandre Rodrigues Loureiros Fábio Fabris Gustavo Corteletti Venturini Félix Zanetti

Um dos grandes problemas enfrentados pelas empresas distribuidoras de energia elétrica são as perdas não técnicas provocadas intencionalmente por consumidores ou por falhas nos medidores. Os prejuízos financeiros ocasionados por essas perdas são tão relevantes que as empresas investem uma quantidade significativa de recursos financeiros e humanos para redução dessas perdas.
Diversos tipos de atividades têm sido aplicadas com esse objetivo, tais como: campanhas publicitárias educativas, inspeções de consumidores em regiões onde a perda é sabidamente alta, inspeções específicas em consumidores com perfil de consumo considerado suspeito, substituição de medidores eletromecânicos por medidores eletrônicos, programas de exteriorização da medição, operações de eliminação de ligações clandestinas, dentre outras.
Todas essas ações de combate às perdas não técnicas demandam consideráveis investimentos de recursos humanos e financeiros por parte das empresas distribuidoras. Cada uma dessas atividades possui um custo próprio e uma taxa própria de retorno do investimento.
Este projeto abordou dois problemas. O primeiro se refere a elaboração da matriz de perdas ajustada às realidades da Escelsa e da Bandeirante, no qual foram utilizados técnicas de amostragem estatísticas e computacionais para a identificação da matriz de perdas não técnicas dessas empresas. O segundo é um problema de alocação de recursos muito comum na área de otimização dos investimentos feitos nas ações de combate a essas perdas.